O senador Rodrigo Cunha participou nesta semana de audiência pública no Ministério da Agricultura para aprimorar a instrução normativa que trata dos padrões de identidade e qualidade da água de coco e dispõe sobre a rotulagem. O produto é um importante ativo da economia alagoana. O estado é um dos maiores produtores de coco do Brasil. 

Para o senador, dar clareza e transparência às informações sobre a água de coco que está disponível no mercado é um direito do consumidor, além de trazer maior segurança jurídica para os produtores e para a indústria do coco. A sugestão dele que a classificação da água de coco apareça no rótulo de forma ostensiva e que os ingredientes estejam descritos com precisão e de forma a não gerar dúvidas.

“Sei da importância que tem para o mercado e para o consumidor um novo padrão que dê mais clareza e informações sobre o produto que se está comprando. A água de coco é um item que faz parte da vida de grande parte dos brasileiros, e vem conquistando fatias cada vez maiores do mercado internacional. O momento pede mais transparência”, afirmou Rodrigo Cunha. 

Na audiência pública estavam presentes técnicos do Ministério e representantes de toda a cadeia produtiva do coco. Na ocasião, o presidente do Sindicato Nacional dos Produtores de Coco do Brasil, Francisco Domingues Porto, elogiou a abordagem do senador alagoano.

“O senhor colocou muito bem: a primeira figura desse segmento é o consumidor. Nós temos que tratar o consumidor com todo o respeito”, pontuou. 

O Nordeste é responsável por 80% da produção nacional de água de coco, e a cadeia produtiva desse alimento figura como importante vetor econômico da região.

Acompanhe o trabalho do Rodrigo Cunha




    Subscribe
    Notify of
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments